Blog

Novidades do mercado imobiliário, Insights sobre investimentos e a opinião de nossos especialistas.

Caixa lança nova modalidade de financiamento

02 de set

A Caixa recentemente lançou uma nova modalidade de financiamento imobiliário. Com essa novidade, que terá uma taxa prefixada e mais o indexador IPCA espera-se aumentar o número de imóveis financiados no Brasil.

Uma das vantagens desse novo modelo de financiamento é a possibilidade de o banco poder securitizar sua carteira. Operação muito comum nos países desenvolvidos, a securitização da carteira de recebíveis funciona mais ou menos da seguinte maneira: O banco A financia um imóvel de R$100mil com uma taxa de, vamos supor, 3% + IPCA, esse banco então vai ao mercado de capitais e oferece esse título recebível para o banco B, que paga ao banco A um spread de 0,50%, portanto, agora o Banco B receberá “líquido” 2,5% + IPCA e o banco A tem novamente os recursos para financiar um novo imóvel.

Portanto, essa modalidade de financiamento tende a aumentar a liquidez do financiamento imobiliário, permitindo a Caixa, e aos futuros bancos que lançarem esse produto não ficarem dependentes somente dos recursos da poupança. Poderão, portanto, recuperar sua liquidez negociando seus recebíveis no mercado secundário.

E para o que cliente, o que muda?

Bom, os clientes agora terão à sua disposição mais uma modalidade de financiamento, e ao meu ver, quanto mais opções tivermos, melhor. Assim, cada cliente com seu perfil específico poderá optar pelo tipo de financiamento que lhe convém.

Quais as vantagens do financiamento indexado pelo IPCA?

Inicialmente as prestações tendem a ficar mais baixas que nas outras modalidades de financiamento, há casos que a prestação inicial é reduzida em 50% quando comparado as modalidades taxa +TR e taxa + IPCA. As taxas cobradas hoje pela modalidade taxa + TR ficam em torno de 8,5% e 9,75% ao ano + TR. Já na modalidade com correção pelo IPCA as taxas iniciam em 2,95% e vão até 4,95% ao ano + IPCA.

Nos últimos 12 meses o IPCA acumulado é de 3,22% o que nos traria um custo de financiamento de 6,17% a.a na modalidade com taxa mais baixa e 8,17% a.a na modalidade com taxa mais alta. Portanto, com o IPCA se comportando e ficando dentro ou abaixo da meta estipulada pelo governo, o financiamento com indexação pelo IPCA deve continuar sendo mais barato que a modalidade indexada pela TR.

Nos últimos anos a TR está em 0%, mas nem sempre foi assim. Até agosto de 2017 a TR estava sendo utilizada e cobrada nos financiamentos imobiliários. Portanto, se o IPCA subir, é tendência que a TR saia do zero também.

Outra diferença apontada e muito bem planejada pela Caixa é que nessa modalidade de financiamento os clientes poderão comprometer somente 20% da sua renda, quando que na modalidade indexada pela TR o comprometimento chega a 30%. Assim, eventuais aumentos do IPCA estarão, em margem, protegidos pelo comprometimento total de renda. Fato que não ocorre nos financiamentos indexados pela TR, onde a participação na renda é muito superior.

Atualmente o financiamento imobiliário por bancos vem sendo uma opção muito melhor e mais econômica que o financiamento direto com as construtoras que utilizam taxa de 0,75% a.m + IGPM. Essa taxa anualmente fica em 9,38% + IGPM, contabilizando um custo total nos últimos 12 meses de 15,79% a.a, (o IGPM acumulado no período é de 6,41%).

Então na hora de decidir por qual modalidade de financiamento que você comprará seu imóvel, seja ela taxa + TR, taxa + IPCA, taxa + IGPM ou qualquer outra modalidade de financiamento disponível, você e seu corretor de imóveis deverão estudar e verificar suas necessidades, a sua capacidade de lidar com um aumento mensal da prestação e ver qual a opção que mais se adequa para seu estilo de vida.

Por isso nós contamos com corretores especialistas de verdade, que poderão entender seu estilo de vida e orientar na tomada de decisão. Entre em contato!

Gostou? Compartilhe com seus amigos nas redes sociais.

 

 

Autor: Luiz Gustavo Minatto Masiero

 

Importante: Os comentários e opiniões contidos neste texto são de responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião da Masiero Imóveis ou de seus controladores.

Voltar

Índices Econômicos

JAN 2020
CUB/06/SC R$1.933,84
Variação 0,18%
FEV 2020
CUB/06/SC R$ 1,942,41
Variação 0,44%
MAR 2020
CUB/06/SC R$1.945,43
Variação 0,16%
ABR 2020
CUB/06/SC R$1.948,40
Variação 0,15%