Blog

Novidades do mercado imobiliário, Insights sobre investimentos e a opinião de nossos especialistas.

Escassez, segurança e o retorno sobre investimentos

28 de jan

Se você parasse para pensar por alguns segundos sobre os ativos e coisas mais escassas do mundo, o que viria na sua mente?

Dinheiro? Ouro? Diamante?

Esses ativos são relativamente escassos, mas quanto? Qual o tamanho das reservas de ouro e diamante no mundo? Podemos ter uma ideia geral, mas o número exato não sabemos. Novas jazidas são descobertas todos os anos, o que acaba diminuindo a escassez desses elementos, mas se a demanda por eles subir num ritmo maior que o ritmo da produção desses materiais, os preços continuarão subindo, não importando quantas novos depósitos sejam encontrados, afinal, a demanda está sendo maior que a oferta.

E o dinheiro? Qual a escassez da nossa moeda?

Você pode até pensar que o dinheiro é algo finito, que é escasso, ao menos pra nós, meros mortais, mas na verdade ele não o é. Aprendemos nossa vida toda e acreditamos que o governo e os bancos centrais possuem lastro no dinheiro que circula pelas nossas carteiras, acreditamos que há reservas correspondentes de ouro e outros metais nos cofres do governo, dando assim um índice de confiança a nós, que o papel que está em nosso bolso de fato representa algum valor.

Sinto muito, mas isso não é verdade. O dinheiro que está em nosso bolso, em nossas contas bancárias, não existe, ele é apenas um pedaço de papel impresso com algum número que utilizamos para comprar coisas. Não há lastro a não ser a nossa confiança que esse pedaço de papel vale alguma coisa.

Os governos podem imprimir dinheiro infinitamente.

Obviamente essa impressão de dinheiro gerará grandes problemas para a população, via inflação. Mas, se o governo se endivida ele pode pagar suas contas de duas maneiras: aumento de impostos ou via impressão de dinheiro. A segunda opção tende a ser menos dolorosa a reputação dos políticos e por isso normalmente é isso que ocorre.

Pensando nisso, quais ativos podemos investir que não podem ser inflacionados nem criados?

Quando reflito sobre isso me vem duas ideias correspondentes a dois ativos:

Terras

Pode parecer estranho, em pleno 2019, alguém dizendo que um dos melhores investimentos para proteção são terrenos, explico melhor em seguida. Terrenos não podem ser replicáveis, não podem ser inflacionados. Como sabemos a área de terra existente em nossas cidades, países e no planeta, sabemos exatamente o estoque de terrenos que existe, terrenos não podem ser criados do nada, (a não ser que você more em Dubai e resolva aterrar o mar), temos um estoque finito de terra no mundo. E mais, com o crescimento populacional, a demanda por terrenos sempre foi crescente e tende a continuar assim, portanto, com uma oferta limitada e demanda crescente, além de proteger seu patrimônio você pode ganhar com a valorização dos seus terrenos.

Bitcoin

Essa seria uma aposta mais ousada, nesse momento eu não investiria mais que 5% do meu patrimônio em criptomoedas e bitcoin. Eu acredito na tecnologia e acredito que no futuro essa é a melhor solução para nos protegermos de governos irresponsáveis que tendem a gastar muito, imprimir moeda e roubar nosso patrimônio. Mas, se somente eu e poucas milhares de pessoas acreditarem na tecnologia nada vai adiantar. Acredito que com o passar dos anos o bitcoin começará a ser mais aceito pela população, similar ao que aconteceu com cartão de crédito. Como não se trata de uma moeda amplamente aceita o bitcoin ainda hoje possui uma volatilidade de preços muito grande, o que acaba não atraindo tantas pessoas e investidores para utilizarem ele no seu dia a dia.

O que fazem as famílias ricas?

Sabendo do que os governos são capazes as grandes famílias ricas tendem a diversificar seu patrimônio, não colocando todos os ovos em um único cesto essas famílias acabam protegendo melhor seu patrimônio contra diversos riscos. Você pode perceber que normalmente as grandes propriedades imobiliárias de sua cidade estão na mão de poucas pessoas, e isso nada tem a ver com má distribuição de renda. Essas pessoas investem em terrenos e imóveis diversos porque sabem que esse tipo de investimento é vantajoso, e isso não quer dizer que elas escolhem um em detrimento de outro, quer dizer que elas têm boa parte de seu patrimônio em imóveis, mas também possuem outra parte de seus bens em investimentos diversos.

Agora que você entendeu porquê deveria ter uma boa parte de seu patrimônio investido em imóveis que tal falar com um especialista e descobrir qual o melhor investimento imobiliário para você? Clique aqui e converse com um de nossos especialistas!

 

Escrito por Luiz Gustavo Minatto Masiero

Importante: Os comentários e opiniões contidos neste texto são de responsabilidade do autor e não necessariamente refletem a opinião da Masiero Imóveis ou de seus controladores.

Voltar

Índices Econômicos

JAN 2020
CUB/06/SC R$1.933,84
Variação 0,18%
FEV 2020
CUB/06/SC R$ 1,942,41
Variação 0,44%
MAR 2020
CUB/06/SC R$1.945,43
Variação 0,16%
ABR 2020
CUB/06/SC R$1.948,40
Variação 0,15%